Mármore ou granito: conheça as diferenças dessas duas pedras decorativas

Populares no mercado da construção civil, o mármore e o granito são muito usados na decoração de interiores. Isso porque com essa dupla é possível deixar o ambiente de qualquer lugar mais bonito e sofisticado.

No entanto, apesar de serem muito utilizadas para as mesmas finalidades, essas duas pedras nobres possuem algumas diferenças importantes que devem ser levadas em consideração. Isso porque essas diferenças vão além da aparência, e a escolha errada pode fazer com que não se aproveite as características de cada uma.

Por esse motivo, a equipe da Imarmoraria preparou um guia ensinando a identificar as diferenças entre o mármore e o granito, e a como identificar qual das duas pedras compõe melhor cada ambiente da sua casa.

Mas antes de aprender a diferença entre essas duas nobres, confira a nossa lista com as melhores marmorarias da região de Sorocaba.

Diferenças entre o Mármore e o Granito

Visualmente o mármore e o granito não são tão semelhantes assim. A composição mineral dessas duas pedras é diferente, o que resulta em aspectos únicos de textura e brilho.

O mármore é uma rocha originada de calcário submetido a altas temperaturas e pressão moderada. Já o granito é composto por diferentes minerais – entre eles o feldspato, o quartzo e a mica.

Além disso, uma das maiores diferenças entre essas duas pedras é a porosidade e a resistência. O mármore é menos resistente que o granito, pois possui uma dureza Mohs baixa – entre 3 e 4, podendo ser manchado e riscado facilmente.

Já o granito, por outro lado, possui uma dureza Mohs alta – entre 6 e 7, e também não mancha com a mesma facilidade do mármore, sendo mais resistente à ação de substâncias químicas.

Mármore ou granito

Mármore ou granito?

Agora que já sabemos as diferenças entre o mármore e granito, o próximo passo é saber em qual ambiente usá-los.

O granito possui uma resistência e durabilidade superior ao mármore. Não é riscado com facilidade e graças a sua baixa porosidade, não mancha. Esses fatores fazem do granito uma ótima opção para ser usado em áreas internas e externas.

Em contrapartida, o mármore não é indicado para o lado externo. Isso porque é mais poroso e menos resistente que o granito. Ambientes internos são os lugares mais adequados para a utilização do mármore. Principalmente em áreas onde o tráfego de pessoas não é constante.

Por ser mais leve que o granito, o mármore é indicado também para o revestimento de paredes.

Mãos à Obra

O próximo passo, agora que você já conhece as vantagens e desvantagens dessas duas pedras decorativas, é escolher os tipos ideais para sua casa. São inúmeras as possibilidades de utilização dessas duas pedras: banheiro, escada, revestimento de cozinha, bancada de pia, churrasqueiras e muitas outras.

Escolher um profissional qualificado para a lhe ajudar nessa empreitada fará toda a diferença no resultado final. Para quem mora na região de Sorocaba, há ótimas empresas que você pode contar. Algumas delas estão listadas aqui no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *